Programas e bolsas

PIPLDE: Programa de Incentivo à Produção de Livros Didáticos para o Ensino de Graduação 

PUB: Programa Unificado de Bolsas 

O Programa Unificado de Bolsas de Estudos para Estudantes de Graduação (PUB) integra a Política de Apoio à Permanência e Formação Estudantil da USP. Tem o objetivo de engajar os alunos em atividades de investigação científica ou projetos associados às atividades-fim da Universidade, de maneira a contribuir para a formação acadêmica e profissional.

Embora as inscrições para os alunos concorrerem às bolsas só se iniciem no dia 22 de junho, os candidatos precisam estar inscritos no Programa de Apoio à Permanência e Formação Estudantil (PAPFE), da Superintendência de Assistência Social (SAS).

Programa Santander Universidades / USP

Com o objetivo de atender a demanda de propostas de bolsas para estudantes do curso da USP  para projetos de infraestrutura e modernização do ensino de graduação.

A Pró-Reitoria de Graduação fará a gestão acadêmica e administrativa de cada um dos editais.

Programa de Estímulo ao Ensino de Graduação (PEEG)

Com o objetivo de incentivar alunos da graduação a aperfeiçoarem estudos em uma área de conhecimento de maior interesse, por meio do desenvolvimento de atividades supervisionadas de ensino, o Programa de Estímulo ao Ensino de Graduação (PEEG) é voltado a estudantes de todos os cursos da USP, que tenham bom rendimento escolar, e destacado desempenho na disciplina escolhida para desenvolver as atividades de monitoria.

O PEEG atenderá a uma turma, ou a um conjunto de turmas de uma mesma disciplina, que receberá o monitor. Caberá à Comissão de Graduação receber e avaliar os projetos de cada disciplina para proceder à distribuição de bolsas.
Para concorrer a uma vaga de monitor, o aluno deve se inscrever no projeto da disciplina cujo conteúdo ele domina por ter cursado a própria disciplina ou equivalente. A monitoria deve ser desenvolvida necessariamente sob supervisão de um dos docentes da disciplina.

Programa de Educação Tutorial (PET)

Programa dirigido aos alunos de graduação, mediante tutoria docente, com oferecimento de bolsas para aperfeiçoamento da graduação.

O PET, Programa de Educação Tutorial, foi instituído pela CAPES em 1979, na época como Programa Especial de Treinamento. Trata-se de um programa acadêmico direcionado a alunos regularmente matriculados em cursos de graduação. Estes alunos, selecionados pelas Instituições de Ensino Superior que participam do programa, se organizam em grupos, e são orientados por professores-tutores. Os bolsistas realizam atividades extracurriculares de ensino, pesquisa e extensão, que complementam sua formação acadêmica, atividades estas que também apresentam reflexos positivos nos cursos de graduação aos quais os grupos estão ligados.

São objetivos deste Programa: a melhoria do ensino de graduação, a formação acadêmica ampla do aluno, a interdisciplinaridade, a atuação coletiva e o planejamento e a execução, em grupos sob tutoria, de um programa diversificado de atividades acadêmicas.

Por cerca de 20 anos o Programa foi coordenado pela CAPES. A partir de 31 de dezembro de 1999, o PET teve sua gestão transferida para a Secretaria de Educação Superior – SESu/MEC, ficando sob a responsabilidade do Departamento de Projetos Especiais de Modernização e Qualificação do Ensino Superior – DEPEM-SESu/MEC.

Expansão de Novos Grupos PET – Edital MEC nº 03/2006:

Em 14 de março de 2006 foi lançado pelo Ministro da Educação Fernando Haddad, edital público de expansão do Programa de Educação Tutorial – PET, vinculado ao Departamento de Modernização e Programas da Educação Superior – DEPEM da Secretaria de Educação Superior. A última expansão do Programa ocorreu em 1996.

A Universidade de São Paulo por meio da Pró-Reitoria de Graduação, ao qual o Programa é subordinado, recebeu a inscrição de 13 Unidades, totalizando 15 projetos, e como informado no Edital (item 4.2.2.) somente 2 propostas poderiam ser apresentadas ao MEC.

A análise destas propostas foi realizada por uma Comissão designada pelo CLA-PET, e composta pelos Professores Adelaide Faljoni-Alario (Interlocutora do PET), Pedro Fredemir Palha (EERP), Carlos Ferreira dos Santos (FOB) e Lucas Antonio Moscato (EP).

Essa Comissão destacou o mérito e a qualidade das 15 propostas emanadas das diferentes Unidades da USP, 4 propostas satisfizeram os critérios estabelecidos e foram indicadas para avaliação da Pró-Reitora de Graduação, que selecionou duas para encaminhamento ao MEC – SESu. Foram destacadas as considerações desta comissão sobre cada uma das propostas que atenderam estritamente aos critérios do edital.

A SESu/MEC tornou público o resultado da seleção das mais de 200 propostas submetidas ao Edital e os 2 projetos da USP encaminhados para Brasília foram comtemplados, sendo eles Bacharelado e Licenciatura em Química da FFCLRP e Fonoaudiologia da FOB.

  1. Grupos PET – Medicina